Como evitar os erros mais comuns na construção de escadas?

Como evitar os erros mais comuns na construção de escadas

Evite os erros mais comuns na construção de escadas.

Entenda o que não fazer e observar para ter a melhor escada para o local escolhido.

Degraus, profundidade do piso, local: entenda como proceder da melhor forma ao construir sua estrutura vertical.

A construção de escadas é um prazeroso desafio que proprietários de imóveis, designers e arquitetos buscam para dar um charme especial para o local em que será inserida esta estrutura. Contudo, no momento de construir, alguns erros podem comprometer o bom uso da escada – seja por questões estruturais, arquitetônicas ou de simples usabilidade.

Pensando nisso que a Escadas Especiais, dedicada a fazer consultoria, projetar, fabricar e instalar estas estruturas, traz como evitar os erros mais comuns na construção de escadas – permitindo que você utilize a sua da melhor maneira possível.

1. Preste atenção na altura do degrau

Um erro muito comum na construção de escadas é negligenciar a altura do degrau – fazendo com que alguns fiquem desnivelados. Para isso, você precisará fazer uma conta simples: utilize a altura total da escada e divida pelo número de degraus que você quer colocar ou que seja mais funcional.

seis degraus de escadas mostrando altura dos degraus (espelho)  e largura dos degraus (piso)
altura dos degraus

Por exemplo, se você tem uma escada de dois metros de altura (200 centímetros) e quer colocar 13 degraus nela, faça a divisão: 200/12 = 16,66 centímetros terá cada degrau. Evitar esse erro pode contribuir para a construção efetiva da sua escada.

2. Meça o espaço

Outra questão fundamental que muitos erram é: saber quanto de espaço livre há no local em que a escada será instalada. Isto porque um espaço reduzido pode causar uma inclinação que dificulte a subida e descida, tornando o trajeto um pouco perigoso – quanto mais graus a escada estiver inclinada, maior o risco de acidentes.

Para evitar isso, faça a medição do espaço disponível, a altura entre níveis e a inclinação da estrutura. Se necessário, muitas vezes, a instalação de uma escada caracol, que é verticalizada e fixa através do seu eixo, oferece mais segurança.

3. Contrate profissionais

Em hipótese alguma cometa esse erro bastante comum: chamar qualquer pessoa para fazer a instalação da escada. Isto é perigoso por vários motivos – ela pode ter sua estrutura comprometida, com risco até de desabar e, caso você precise fazer alterações posteriores (como instalação de iluminação e corrimãos), poderá não ter espaço e/ou infraestrutura para isso.

Por isso, procure quem é especialista no assunto para fazer a instalação da sua escada. Lembre-se sempre do ditado: o barato sai caro. E, neste caso, o risco não é apenas monetário – mas, também, de segurança.

4. Atenção à profundidade do piso do degrau

Outra situação que não se pode errar é na profundidade do piso. E, para evitar isso, vamos fazer outra conta simples para achar o valor desta parte da estrutura – pegue duas vezes a altura do piso como no nosso exemplo (16,66 x 2 = 33,32) e subtraia pelo valor de referência de 63 – tendo um total de profundidade aproximado de 29 centímetros.

5. Garanta a rigidez da estrutura da sua escada

Certifique que a estrutura da escada esteja rígida, uma escada deve ser segura e confortável, qualquer vibração, barulho ou rangindo, pode causar mal impressão e insegurança ao transitar pela escada, dê preferência a estruturas que garantam esses aspectos e você terá uma boa experiência ao transitar pela sua escada .

6. Verifique o espaço em volta da sua escada

A escada é um elemento de circulação vertical, e isso exige alguns cuidados com tudo que está em sua volta. Verifique por exemplo que tipo de iluminação o ambiente que contém as escada exigirá em condições e situações de perigo, como por exemplo em apartamentos no caso de falta de energia. A escada em muitos casos não pode ser substituída por elevadores em casos de acesso único.

7. Fique atento aos materiais dos revestimentos dos degraus

Dê preferência as revestimentos dos degraus que não escorregam, apesar de não existir pisos anti derrapantes precisamos garantir a segurança, cuidado com desenhos que deixam quinas ou cantos vivos pois podem causar graves acidentes. A escada pode ser usada como rota de fuga em alguns casos.

8. Escolha corrimãos e guarda corpos adequados

A estética é muito importante, porém precisamos de cuidados e atenção especial para segurança, não é a toa que existem as Normas ABNT, tenho visitado muitos ambientes onde são utilizados vidros de 8 milímetros de espessura para guarda corpos, na minha visão isso é muito perigoso e está totalmente fora de normalização, mas isso não é o mais grave em vista de um acidente que pode ser causado a uma pessoa.

9.Inclua áreas de descanso na sua escada

Em casos onde ha a necessidade de mudança de direção, sempre que possível é importante o uso de descanso “patamares” o que faz o cérebro perceber que ali existe um perigo e assim evita muitos acidentes. Fizemos algumas consultorias em locais de acesso público onde as pessoas estavam caindo porque não existiam descansos nas transições das escadas.

10. Cuidado com a regularização do local onde será instalada a escada

Um dos principais fatores que contribuem com vários prejuízos na construção das escadas é a falta de regularização do local onde será instalada, paredes muito tortas, fora de esquadro, desaprumadas entre outros detalhes que dão a maior dor de cabeça e retrabalhos se não forem levados em consideração.

11. Verifique os pontos de fixação e engaste da sua escada

Para colaborar muito com a construção de uma boa escada deixe os pontos de engaste previstos, em muitos casos isso não é levado em consideração e acaba atrapalhando ou atrasando muito a instalação da escada, além de provocar situações perigosas por falta de atenção de quem está construindo.

12. Avalie a inclinação da sua escada

Nada pior que subir em uma escada com degraus muito altos, isso cansa muito, principalmente pessoas de com idade avançada irão reclamar, pois farão esforços acima do normal para subir escadas com degraus muito altos.

13. Cuidado com as diferenças de alturas dos degraus e pisos de sua escada

Acidentes graves foram causados por falta de segurança nas escadas, um dos principais causadores é a falta de padronização nas alturas e pisadas das escadas. Esses erros fazem as pessoas ficarem muito inseguras ao transitar pelas escadas e fazer tropeçar e cair. Isso acontece porque nosso cérebro não consegue calibrar a altura correta.Diferença de altura dos degraus

14. Estabeleça algum tipo de sinalização na escada

A escada necessita de sinalização principalmente onde ha riscos de acidentes, como por exemplo vigas baixas em relação a área de circulação, erro muito comum encontrado em grande quantidade de obras. O pior é que a falta de previsão acaba sendo um problema sem solução, porque não podemos quebrar uma viga pois é parte estrutural, já vimos muitos acidentes graves e até demolições acidentais pela execução de serviços sem avaliação profissional.

15.Cuidado com obstáculos na altura na área de circulação da escada.

Em vários casos, em visitas técnicas em obras verificamos obstáculos na área de circulação da escada, como por exemplo, vigas, rebaixos de teto entre outros que são necessários porém devem ser considerados. Na hora de construir sua escada recomendo que consulte um profissional da área pois nesse caso, o erro pode inviabilizar toda uma área do seu ambiente ou causar prejuízos irreversíveis em sua construção. Um exemplo são as escadas que tem vigas baixas “abaixo de 1.90” m de altura.

16. Rasgo do vão da laje da escada

Os rasgos da laje são de extrema importância para elaboração de uma escada ótima, tenha um projeto bem definido com dimensões adequadas para evitar os erros mais comuns na construção de escadas, o melhor a fazer nesse caso é consultar um profissional, o rasgo depende de uma série de fatores e dimensões que estão diretamente ligadas e não podem deixar de serem consideradas na hora de construir uma boa escada.

Isto é fundamental para que não surjam problemas posteriores na estrutura da escada como um todo – garantindo segurança e comodidade.

Como evitar os erros mais comuns na construção de escadas? foi elaborado e apareceu primeiro aqui em Escadas Especiais.

No blog da Escada Especiais, empresa especialista no assunto, você confere esse e outros temas para deixar o local que receberá essa estrutura muito mais arrojado. Entre em contato conosco e conheça o amplo portfólio de uma organização referência no segmento.

Estrutura vertical em construção

Estruturas pedem uma projeção delimitada, com fórmulas e normas técnicas. Entenda.

Qualquer estrutura a ser construída necessita de um projeto delimitado e precisão no momento da sua execução. Com as escadas não é diferente: garantir a qualidade quando é necessária sua construção permite que a estrutura não apresente problemas que podem causar riscos à segurança de quem sobe e desce os degraus, mas também permitindo que mudanças posteriores sejam realizadas.

Desta forma, desde o projeto em desenho até a execução de escadas é importante ser preciso e ter todos os detalhes do local e o tipo de estrutura que será instalada. Neste artigo da Escadas Especiais, referência neste tipo de componente vertical, avaliaremos a importância de uma execução precisa e qualidade no projeto.

Todos os detalhes contam
Há normas reguladoras que visam trazer mais facilidade aos projetos de escadas, desde a sua engenharia até ser executada. Por exemplo, a NBR (Norma Brasileira) 6118 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) dispõe sobre o projeto de estruturas de concreto e dá seus devidos procedimentos, mesmo sem citar propriamente as escadas.

Mas, qual a relevância disto para o projeto de execução de escadas? Simples: as normas visam atender requisitos mínimos de segurança e asseguram qualidade na elaboração e construção. Assim, ficar atento ao que a ABNT traz na NBR é imprescindível para fazer a execução com qualidade.

Não apenas isso: para ser preciso e executar o projeto é preponderante que se conheça a estrutura a qual será instalada. Recorremos novamente as escadas de concreto como exemplo prático: segundo a Fórmula de Blondell podemos chegar aos cálculos exatos de como podemos construir a estrutura com todos os seus pormenores – pé direito, espessura, altura, espelho, degraus, intervalo e outras características próprias.

A importância da precisão e qualidade no projeto
Como dito acima, há métricas como a Fórmula de Blondell e as normas técnicas da ABNT que precisam ser seguidas durante o projeto. Sem isto, não teremos a precisão e nem uma projeção das escadas a serem executadas de forma concreta. Na prática, saber esses conceitos permite que:

  • A escada atenda todos os padrões e normas estabelecidos no nosso país;
  • Garantam a segurança dos usuários;
  • Impeça a defasagem e o rompimento da estrutura após o uso;
  • Permite alterações posteriores no projeto inicial, desde que este contenha suporte para mudanças;
  • Amplia as opções de escadas e seus tipos para quem deseja contratar o serviço de execução;
  • Cria-se a possibilidade até mesmo de tornar a estrutura como parte componente da arquitetura interna e não apenas como um meio de deslocamento vertical.

Principalmente no último item citado acima, as escadas precisam de um projeto de qualidade para que possam ser mais que meros locais de transição entre níveis – mas, componentes integrantes de todo imóvel e/ou construção.

Com isto, contratar profissionais e especialistas que entendam do assunto, apresentando um projeto bem delimitado e que gere confiança ao contratante da estrutura deve ser requisito primordial para quem deseja contar com uma escada de qualidade – seja na sua casa, comércio ou área de convívio coletivo.

No Escadas Especiais você encontra outros artigos que complementam a importância da precisão e qualidade no projeto de execução de escadas. Conheça nosso portfólio e faça parte de empresas de renome que optaram por ter estruturas especiais em seus empreendimentos.

Confira outros textos em nosso blog e saiba mais!

Guia com os tipos de escadas para usar na decoração de casa

À primeira vista, as escadas podem ser vistas como mero elemento funcional em uma residência. Mas engana-se quem pensa que esta série de degraus não pode ganhar também um papel decorativo. Pois ao longo da história as escadas foram muito além da sua função primária de ligar pavimentos diferentes. Da escadaria tripla da Biblioteca Laurenziana de Florença, à espiral dos Museus Vaticanos. Podemos citar ainda o modelo interior da Livraria Lello de Portugal, com sua forma espiral e característicos degraus vermelhos. Esta última, assim como as escadarias do poço de Chand Baori na Índia, serviram até mesmo como cenário para filmes.

A razão deste uso está na atmosfera única que as escadas podem evocar na construção visual de um ambiente. E para a sua casa não vai ser diferente. Pois estes elementos podem facilmente colaborar para uma atmosfera moderna e sofisticada. É claro que a estrutura da sua residência deve ser pensada no planejamento para que haja melhor adequação da escada. Uma vez que tudo esteja de acordo, é necessário decidir qual tipo e modelo utilizar. Confira este guia com alguns modelos de escada para facilitar na hora da sua escolha.

Escada em L

Escada em L

Este é um dos modelos mais utilizados em casas de até dois andares. Geralmente o formato de L desta escada é atingido através de um patamar. Outra opção disponível são os degraus que mudam a direção de forma gradual. O espaço abaixo desta escada pode servir para incrementar a sua decoração, com pequenos jardins, adegas ou outros elementos decorativos.

Escada em U

Sunplus

Escada Tipo U

Esta escada costuma ser mais indicada para residências espaçosas, edifícios e em ambientes comerciais. Para atingir o formato característico de U, este modelo é seguido por linhas retas e patamares. Nestes últimos é onde há a mudança de direção da escada. Sua colocação pode ser junto às paredes ou dividindo ambientes. O espaço abaixo delas também pode ser utilizado com fins decorativos como no modelo em L.

Escada reta

Escada Reta

Este é um tipo mais utilizado em ambientes. De uma forma geral, está também entre os modelos mais utilizados de escadas. Não há curvas ou viradas neste caso e a construção deve acontecer junto a uma parede na horizontal.

Escada Caracol

escada caracol

Outro tipo indicado para, e muito utilizado, em ambientes pequenos. De todos os modelos de escada este é o que ocupará menos espaço. Tenha em mente, no entanto, que esta escada não servirá para transporte de objetos, como móveis. Mas este modelo pode ser usado como cômoda e até possuir gavetas embutidas. Servindo assim a um papel duplamente funcional e decorativo ao mesmo tempo.

Escada circular ou helicoidal

Escada Helicoidal

Este modelo é um dos mais sofisticados da lista. Em geral, é indicado para ambientes espaçosos. Embora o seu formato circular tenha algo em comum com a escada caracol, as curvas aqui são mais suaves. Outro fator diferencial é que algumas pessoas podem se incomodar com a diferença entre os degraus de uma escada caracol. Este problema não existe no modelo circular justamente por este ser mais suave em suas curvas.

Escada em J

Escada tipo J

A Escada J é um tipo de escada mista resultante da união de uma escada caracol com escada reta, muito utilizada por fabricantes de escadas de concreto pre-moldado e sua principal vantagem também é a economia de espaço.

Escada Santos Dumont

Escada Santos Dumont

Escada Santos Dumont é um modelo de escada que permite ocupar um menor espaço no sentido do comprimento da escada, a diferença deste modelo é que um degrau se intercala como o outro o que pode causar insegurança na experiência de subir e descer, uma das únicas vantagens é a economia de espaço. Recomendada para locais onde o acesso não é muito constante.

Saiba mais sobre o assunto

Como você pôde ver, são muitas as opções de escadas para a sua decoração. Cada uma será mais adequada para um tipo de ambiente. Mas não pense que o assunto se esgotou com este guia. Se quiser saber mais sobre as escadas como elemento de decoração, visite o nosso blog. Você poderá descobrir nos nossos artigos as razões para ter uma escada interior moderna. Ou até mesmo os motivos para escolher um determinado modelo. O que você está esperando? Talvez uma nova escada seja o diferencial que a sua residência esteja precisando.

Execução de Escadas: A importância da precisão e qualidade no projeto

Veja os motivos para dar atenção a fase inicial da sua estrutura vertical.

Estruturas pedem uma projeção delimitada, com fórmulas e normas técnicas. Entenda.

Qualquer estrutura a ser construída necessita de um projeto delimitado e precisão no momento da sua execução. Com as escadas não é diferente: garantir a qualidade quando é necessária sua construção permite que a estrutura não apresente problemas que podem causar riscos à segurança de quem sobe e desce os degraus, mas também permitindo que mudanças posteriores sejam realizadas.

Desta forma, desde o projeto em desenho até a execução de escadas é importante ser preciso e ter todos os detalhes do local e o tipo de estrutura que será instalada. Neste artigo da Escadas Especiais, referência neste tipo de componente vertical, avaliaremos a importância de uma execução precisa e qualidade no projeto.

Todos os detalhes contam:

Há normas reguladoras que visam trazer mais facilidade aos projetos de escadas, desde a sua engenharia até ser executada. Por exemplo, a NBR (Norma Brasileira) 6118 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) dispõe sobre o projeto de estruturas de concreto e dá seus devidos procedimentos, mesmo sem citar propriamente as escadas.

Mas, qual a relevância disto para o projeto de execução de escadas?

Simples: as normas visam atender requisitos mínimos de segurança e asseguram qualidade na elaboração e construção. Assim, ficar atento ao que a ABNT traz na NBR é imprescindível para fazer a execução com qualidade.

Não apenas isso: para ser preciso e executar o projeto é preponderante que se conheça a estrutura a qual será instalada. Recorremos novamente as escadas de concreto como exemplo prático: segundo a Fórmula de Blondell podemos chegar aos cálculos exatos de como podemos construir a estrutura com todos os seus pormenores – pé direito, espessura, altura, espelho, degraus, intervalo e outras características próprias.

A importância da precisão e qualidade no projeto:

Como dito acima, há métricas como a Fórmula de Blondel e as normas técnicas da ABNT que precisam ser seguidas durante o projeto. Sem isto, não teremos a precisão e nem uma projeção das escadas a serem executadas de forma concreta.

Na prática, saber esses conceitos permite que:

  • A escada atenda todos os padrões e normas estabelecidos no nosso país;
  • Garantam a segurança dos usuários;
  • Impeça a defasagem e o rompimento da estrutura após o uso;
  • Permite alterações posteriores no projeto inicial, desde que este contenha suporte para mudanças;
  • Amplia as opções de escadas e seus tipos para quem deseja contratar o serviço de execução;
  • Cria-se a possibilidade até mesmo de tornar a estrutura como parte componente da arquitetura interna e não apenas como um meio de deslocamento vertical.

Principalmente no último item citado acima, as escadas precisam de um projeto de qualidade para que possam ser mais que meros locais de transição entre níveis – mas, componentes integrantes de todo imóvel e/ou construção.

Com isto, contratar profissionais e especialistas que entendam do assunto, apresentando um projeto bem delimitado e que gere confiança ao contratante da estrutura deve ser requisito primordial para quem deseja contar com uma escada de qualidade – seja na sua casa, comércio ou área de convívio coletivo.

No Site  Escadas Especiais você encontra outros artigos que complementam a importância da precisão e qualidade no projeto de execução de escadas. Conheça nosso portfólio e faça parte de empresas de renome que optaram por ter estruturas especiais em seus empreendimentos.

Confira outros textos em nosso blog e saiba mais!